União: ABCR e Instituto Doar assinam protocolo de intenções

No dia 22 de outubro, durante as comemorações dos 20 anos da ABCR, a presidente do Conselho, Márcia Kalvon Woods anunciou a assinatura de um termo de intenções entre a ABCR e o Instituto Doar, com o objetivo de estudarem a possibilidade das duas organizações unirem suas operações e passarem a atuar conjuntamente.

Confira a seguir os termos do Protocolo de Intenções.

 

Protocolo de Intenções entre ABCR e Instituto Doar

 

A Associação Brasileira de Captadores de Recursos – ABCR, fundada em 7 de dezembro de 1999, que tem como missão promover, desenvolver e qualificar a atividade de captação de recursos no Brasil, segundo o seu Código de Ética e apoiando o Terceiro Setor na construção de uma sociedade melhor, neste documento representada pela presidente do seu Conselho Deliberativo, Márcia Kalvon Woods,

e

O Instituto Doar, criado em 28 de novembro de 2013, cuja missão é ampliar a cultura de doação no Brasil, neste documento representado pelo Presidente do Conselho, Fernando Nogueira.

Levando em consideração:

  • Os avanços obtidos em suas respectivas missões;
  • As sinergias encontradas no decorrer desses anos;
  • Os sonhos compartilhados entre ambas organizações por um país cujas instituições da sociedade civil sejam melhores, sejam fortes, representativas, sólidas e sustentáveis;
  • Os mecanismos comprovados de fortalecimento institucional desenvolvidos por ambos as organizações (Festivais, Selos, Prêmios, Campanhas, Formações, Advocacy, Captamos, etc.)

Decidem, por meio de suas respectivas lideranças, assinar o presente Protocolo de Intenções, prevendo a atuação conjunta de ambas, com a realização das seguintes ações:

  • Estudar um modelo de negócios que promova a sustentabilidade financeira da ambas as organizações e amplie o impacto na sociedade que ambas teriam caso continuem a atuar de maneira separada;
  • Realizar amplo processo de escuta, com os atores da sociedade civil, sobre as características esperadas da unificação da atuação das organizações;
  • Consolidar esse processo, com as devidas decisões tomadas e encaminhamentos de governança realizados, até no máximo o final do primeiro semestre do ano de 2021.
  • Estudar, no médio prazo, a possibilidade de união das duas instituições, em uma terceira organização.

Uma agenda comum de trabalho deverá ser constituída, a partir da criação de um comitê formado por representantes de ambas as organizações.

São Paulo, 22 de outubro de 2019

Márcia Kalvon Woods – ABCR

Fernando Nogueira – Instituto Doar

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin